Ginástica laboral é integrada ao dia a dia dos servidores da Sedhast

Campo Grande (MS) – Servidores da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) agora têm acesso à ginástica laboral por pelo menos duas vezes na semana. Mais de 300 servidores que atuam no Parque dos Poderes já estão sendo beneficiados com a efetivação da prática que começou na terça-feira (27).

Conduzidos logo no início do expediente os exercícios podem melhorar o rendimento durante as atividades, pois com duração de 10 a 20 minutos, o objetivo principal é preparar o servidor para sua tarefa, aquecendo os grupos musculares que serão solicitados nas suas tarefas e para que se sintam mais dispostos ao iniciar o trabalho. Esforços repetitivos ou má postura, que também podem provocar problemas de saúde, também são focos da ginástica laboral.

Servidores durante o exercício de alongamento

Ginástica laboral

O conceito de ginástica laboral é antigo, surgindo na Polônia, em 1935, com o nome de “Ginástica de Pausa”. Somente na década de 60, a ginástica laboral conquista o mundo, principalmente na Europa e no Japão, onde a ginástica laboral compensatória (GLC) se torna obrigatória para escritórios.

 

Leomar Alves Rosa – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)