Atendimento aos imigrantes pela Sedhast é ponte para mercado de trabalho

Categoria: Direitos Humanos | Publicado: quarta-feira, novembro 20, 2019 as 09:19 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com mais de 1,3 mil atendimentos só nos primeiros nove meses de 2019, a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) vem ampliando as possibilidades dos imigrantes que chegam ao Estado com o objetivo de conseguirem uma colocação no mercado de trabalho.

Dados do Centro de Atendimento de Direitos Humanos (CADH) da Sedhast, mostram que apenas 8% dos atendidos nesse período possuíam a carteira de trabalho. Isso mostra que os outros 92% ainda precisariam realizar a regularização de sua situação migratória, um dos papéis de apoio desenvolvido pelo CADH, e item necessário para a confecção da carteira.

Uma análise recente reunindo informações da Polícia Federal, do Ministério do Trabalho e da Economia, e divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, mostra que MS figura entre os 10 estados da federação em absorção de mão de obra estrangeira, com mais de 750 vagas efetivadas no segundo quadrimestre de 2019.

Ainda conforme dados do CADH, localizado dentro da Coordenadoria de Apoio aos Órgãos Colegiados (Caorc), na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, 713, no centro da Capital, os haitianos, seguidos por colombianos e venezuelanos, encabeçam a lista de atendimentos do órgão.

A coordenadora da Caorc, Vania de Sousa, explica ainda que a demanda de atendimento se dá de forma espontânea. “Quando esses imigrantes chegam até nós, verificamos primeiro qual a necessidade imediata que eles têm e assim vamos orientando, conforme a peculiaridade de cada nacionalidade e acordos com o governo brasileiro, sobre como eles devem proceder para obterem a documentação daqui e sua situação migratória fique regular”, explica.

Também diante da grande procura por atendimento e em uma iniciativa que partiu dos próprios servidores da CAORC/CADH, recentemente um sistema informatizado foi pensado para que esses dados, coletados durante a triagem e atendimento, fossem armazenados com mais efetividade e ainda, quando precisassem ser acessados, fossem com mais rapidez.

Os imigrantes que necessitam de apoio e encaminhamento para documentação podem procurar diretamente a CAORC/CADH, ou ainda tirar dúvidas pelo telefone 3382 – 8702.

 

Leomar Alves Rosa – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)

Foto: Tomaz Silva – Agência Brasil

Publicado por: Leomar Alves Rosa

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.