Caciques elencam demandas de aldeias em documento para Governo do Estado

Categoria: Audiência Pública | Publicado: quinta-feira, junho 9, 2016 as 14:40 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com amplo apoio da Subsecretaria de Políticas Públicas para a População Indígena (SPPPI), pasta ligada à da Secretaria de Estado de Direitos Humanos Assistência Social e Trabalho (Sedhast), caciques de várias aldeias indígenas do Estado se reuniram ontem (08), na Assembleia Legislativa, em audiência pública que discutiu a valorização das lideranças e apoio para às comunidades.

Entre as assertivas finalizadas na reunião estão a criação do Fórum dos Caciques, com reunião prevista já para julho, e o encaminhamento de documento para o Governo do Estado com as demandas levantadas, como apoio na agricultura familiar, concurso para professores indígenas e articulação junto ao governo federal nas demarcações.

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, que participou da audiência acompanhado da secretária da Sedhast, Elisa Cleia Nobre, destacou o amplo diálogo e a efetiva participação da comunidade indígena na política voltada para as aldeias. Azambuja também disse que a criação da SPPPI é fator direto para essa participação. “Sem dúvida a criação da Subsecretaria Indígena foi uma das ações mais importantes desse governo. Estamos avançando com programas que apoiam as comunidades na sua agricultura e também buscando novas possibilidades, como a ampliação da oportunidade da população indígena em mostrar sua cultura”, disse.

Silvana Dias, subsecretária da SPPPI, avaliou o momento como sendo histórico e de grande aproximação. “Sempre ouvíamos que haveria um distanciamento entre Assembleia Legislativa, Governo do Estado e lideranças indígenas, mas hoje estamos constando que o que ocorre é uma aproximação cada vez mais gradativa e ampla, com diálogo positivo entre todas as partes”, destacou.

Caciques de Dourados, Miranda, Sidrolândia, Aquidauana, Porto Murtinho, Nioaque e de outros municípios da Bacia do Alto Paraguai, também tiveram a oportunidade de pronunciamento na tribuna. Jason Roberto Reginaldo, cacique da Aldeia Água Azul, reforçou as propostas para as aldeias. “Já melhoramos na articulação com a criação da Subsecretaria e estamos tendo apoio já com sementes e o óleo diesel. Precisamos também ver questões como segurança e educação, mas sem dúvida, hoje, por estarmos aqui, já avançamos muito”, lembrou.

A proposição do debate foi dos deputados Paulo Corrêa (PR), Mara Caseiro (PSDB) e Onevan de Matos (PSDB). Participaram também da audiência os deputados professor Rinaldo (PSDB) e Zé Teixera (DEM).

Leomar Alves Rosa (Assessoria Sedhast)

Fotos: Ana Paula Oliveira

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.