I Fórum de Mulheres Indígenas de MS é aberto e discute inserção da mulher na política

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, abril 28, 2016 as 14:47 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com a participação de mulheres indígenas, caciques e lideranças de várias regiões de Mato Grosso do Sul, o I Fórum de Mulheres Indígenas de MS, que teve sua abertura realizada na manhã desta quinta-feira (28), no teatro Aracy Balabanian, na Capital, com danças Guarani e o Hino Nacional Brasileiro cantado em Terena, irá abordar demandas e captar encaminhamentos que de fato colaborem com a melhoria da vida e fomente a participação da mulher indígena na política e na sociedade em geral. A secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Pinheiro Rodrigues Nobre, destacou, em sua fala de abertura do evento, o compromisso que o Governo do Estado tem com os povos e mulheres indígenas de MS.

Elisa_29_04

Elisa Cleia reforçou o compromisso do Governo do Estado com a população indígena

“O Governo do Estado tem o real compromisso com os povos indígenas de MS e estamos cada vez mais disponíveis e dispostos para proposições que levem melhorias para as aldeias, para as mulheres, para as famílias indígenas, mesmo nos lugares mais longínquos do estado”, disse. A secretária da Sedhast enfatizou ainda ações diretas como a publicação do novo decreto do Programa Vale Universidade Indígena (PVUI), também gerenciado pela Sedhast, que elevou o benefício de apoio aos acadêmicos indígenas de R$ 300 para R$ 602,42, aumento de mais de 100%.

A subsecretária Silvana Dias, da Subsecretaria de Políticas Públicas para População Indígena (SPPPI), pasta que é ligada a Sedhast e executa o evento em parceria com a Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), elogiou a grande presença das mulheres no evento e seu multipapel na sociedade. “Nós mulheres indígenas damos conta do recado. No trabalho, em casa ou com as crianças sempre estamos realizando nossas atividades e não deve ser diferente também em outras esferas da sociedade. Para nós é um grande desafio a realização desse evento, mas sabemos que daqui irão sair muitas propostas que serão levadas a diante em prol da mulher indígena”, disse.

Daiane_29_04

No destaque durante apresentação cultural, Daiane que participa do Fórum,

Saindo pela primeira vez de sua aldeia, em Douradina, distante 231 quilômetros da Capital, a jovem de 20 anos, Daniela Jorjão diz que se sente satisfeita em estar na Capital para uma participação tão importante. “Nunca tinha saído de minha aldeia pra nada. Hoje já cheguei aqui, me apresentei para várias pessoas e até falei no microfone. É muito bom participar desse evento e espero participar outras vezes e ensinar o que aprender na minha aldeia”, destaca a jovem que relata ainda seu papel de multiplicadora na aldeia repassando danças e costumes de sua cultura para as crianças.

Na programação do Fórum, que vai até amanhã (29), estão previstas palestras que vão abordar a “Lei Maria da Penha”, “Mulheres Indígenas: Família, Educação e Saúde” e “Mulher Indígena e Globalização”, atrações culturais como a dança Siputrena Mulheres da aldeia Taunay/Ipegue e apresentação da Fanfarra da Escola Indígena Tekorá Guarani.

No encerramento do Fórum que faz parte da programação da Semana Estadual dos Povos Indígenas 2016, a vice-governadora, Rose Modesto, será palestrante, às 10h, e abordará a “Inserção da Mulher Indígena na Política”.

Além de lideranças indígenas e representantes de universidades a abertura de hoje também contou com a presença do secretário da Sectei, Athayde Nery, e de subsecretários e superintendentes da Sedhast.

Serviço - O Teatro Aracy Balabanian fica localizado na Rua 26 de agosto, nº 453, telefone 3317-1792; e o Museu da Imagem do Som (MIS), fica na Rua Fernando Corrêa da Costa, nº 559, telefone 3316-9174.

Programação

Nova-Programação-completa-Semana-Indigena-2016

Texto e fotos: Leomar Alves Rosa (Assessoria Sedhast)

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.