Nova secretária de Direitos Humanos promete continuidade das políticas de sua antecessora

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, abril 19, 2016 as 11:04 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com um perfil técnico articulador e com amplo histórico de atuação profissional, a graduada em Serviço Social pela Faculdade Unidas Católicas de Mato Grosso (Fucmat) em 1986 e mestre em Educação pela UFMS em 2007, Elisa Cleia Pinheiro Rodrigues Nobre, foi nomeada na edição de hoje (19) do Diário Oficial do Estado como secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho. A nomeação se dá em face do cargo deixado pela vice-governadora Rose Modesto, no dia primeiro de abril, que acumulava função de secretária e agora despacha da Governadoria.

Douradense, casada e mãe de dois filhos, aos 50 anos Elisa Cleia chega como secretária de Estado já tendo ocupado o cargo de secretária adjunta entre janeiro de 2015 e março de 2016. Com histórico dentro da política da Assistência Social, a secretária, que também é especialista em gestão de Políticas Públicas e Sociais, já fez parte do antigo Promosul, entre 1997 e 2001. Atuou também como professora e coordenadora do curso de Serviço Social da Uniderp entre 2009 e 2014.

“No antigo Promosul trabalhei como assistente social no Clube do Pequeno Trabalhador que atuava com crianças, adolescentes e suas famílias no contraturno escolar”, destaca.

Já na configuração da assistência social como Secretaria de Estado, Elisa Cleia fez parte do Apoio aos municípios e ainda integrou a equipe de monitoramento, da implantação do Fundo de Investimento Social (FIS) e do Vale Renda. “Nós atuávamos junto aos municípios, fazendo contatos com os prefeitos e explicando como funcionariam esses programas”, explica. Em 2001, a atual secretária da Sedhast, também trabalhou no Programa de Proteção a Testemunha (Pró-Vita) executado juntamente com o Centro de Defesa de Direitos Humanos Marçal de Souza.

A secretária destaca que a política que reúne os direitos humanos, a assistência social e trabalho, cresceu e evoluiu muito nos últimos anos. “As discussões estão bem avançadas e nós temos colegas na Sedhast com embasamento muito bom e que faz com que Mato Grosso do Sul seja referência não só na implementação, mas referência na qualidade de discussão que nossos técnicos possuem”.

Outro ponto que é ressaltado por Elisa Cleia, à frente da Sedhast, é o trabalho de aproximação com municípios e de valorização com o servidor, iniciado na gestão da vice-governadora Rose Modesto. “É claro que cada um tem uma maneira de fazer gestão, mas o trabalho iniciado vai ser continuado e também aprimorado. Isso faz parte do processo. Quero estar muito junto para conhecer os anseios e as demandas de cada município. A minha meta é fazer com que cada vez mais haja transversalidade entre as políticas da Sedhast integrando cada uma e respeitando suas especificidades. Assim nós vamos alcançar o objetivo de atendimento ao cidadão”, diz.

“A nossa equipe é muito ousada e tem trabalhado para elevar Mato Grosso do Sul frente ao reconhecimento pelas políticas desenvolvidas aqui. A Sedhast, mesmo diante de seu tamanho, tem conseguido alcançar um número muito grande de pessoas e pretendemos manter essa qualidade elevando ainda mais. Que em 2016 possamos manter a Sedhast no patamar de referencia na execução de um bom trabalho”, finaliza.

Textos e fotos: Leomar Alves Rosa

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.