Projeto “Direitos Humanos Vai à Escola” atenderá mais cinco unidades em 2016

Categoria: Direitos Humanos | Publicado: sexta-feira, março 11, 2016 as 08:34 | Voltar

Campo Grande (MS) – O projeto “Direitos Humanos Vai à Escola” retoma as atividades em 2016 com o acréscimo de cinco escolas estaduais em seu planejamento. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), por meio da Superintendência de Direitos Humanos (SUPDH), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Sed), no ano de 2015 mais de 600 alunos iniciaram as atividades do projeto que deverão ser concluídas ainda neste primeiro semestre. Os novos alunos que iniciarão o projeto neste mês de março são das escolas Doutor Arthur de Vasconcellos Dias, Amélio de Carvalho Baís, Dolor Ferreira de Andrade, José Maria Hugo Rodrigues e Orcírio Thiago de Oliveira, todas na Capital.

A inclusão das novas escolas ficou acertada durante reunião na tarde de ontem (09), na Sed, por meio da Coordenadoria de Políticas Especificas Para Educação (COPEED), que reuniu os diretores das nove unidades escolares de Campo Grande participante, sendo quatro de 2015, para a apresentação ainda do Programa Cultura, Arte e Paz (CAP), que atuará conjuntamente com a equipe da SUPDH, na coordenação do projeto “Direitos Humanos Vai à Escola”.

Também foi apresentada na reunião a fundamentação e metodologia do projeto, firmando compromisso de parcerias com as escolas participantes, na construção de um perfil do educando, voltado na construção de uma nova identidade social, pautada no respeito aos direitos de todos os grupos sociais na sua integralidade e na promoção do bem estar social.

O projeto

A missão dos “Direitos Humanos Vai à Escola” é de desenvolver em crianças, adolescentes e jovens, a consciência da realidade e de suas potencialidades através do aprimoramento ético e de cidadania e, criar oportunidades de atuação positiva na sociedade, priorizando a educação em direitos humanos, garantindo aos estudantes o acesso a informações e orientações, independentemente de gênero, idade, condição social, credo, raça ou religião.

O objetivo é o de realizar ações educativas de informação sobre direitos humanos, junto aos alunos do 8º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino.

Leomar Alves Rosa (Assessoria Vice-Governadoria e Sedhast)

Foto: Xuxa

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.