Reunião ampliada debate desafios da segurança alimentar e nutricional

Categoria: Ações da Secretaria | Publicado: quarta-feira, setembro 18, 2019 as 08:43 | Voltar

Campo Grande (MS) – Conselheiros municipais de segurança alimentar e nutricional, que abrange os 79 municípios do MS, participam nesta terça-feira (17.9), na Capital, de uma reunião ampliada com foco em fortalecer e aprimorar a situação dos conselhos locais junto ao poder público e a sociedade civil. O Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), é quem aporta a realização do evento.

Na abertura da reunião o secretário-adjunto da Sedhast, Adriano Chadid, lembrou o importante papel de cada conselho local para o bom andamento e desenvolvimento dessa política tão necessária que trata da segurança alimentar e nutricional. “Estabelecer alimentação para todos, e sempre a mais saudável disponível, é uma tarefa que exige um esforço conjunto em todas as esferas do poder público, mas também de toda uma organização da sociedade civil, incluindo o acesso a boas práticas e a informações sobre o tema disponíveis para a população. Talvez esse seja o momento de avaliarmos o que até agora foi conquistado e traçar metas para novos avanços”, destacou.

Vania Borges, conselheira do município de Três Lagoas, disse que ações como a de hoje é de fundamental importância para troca de experiências e no município inserir instrumentos para dar forma ao segurança alimentar. “O nosso maior desafio hoje é elaborar o plano de segurança alimentar e nutricional no munícipio. Demos os primeiros passos, mas efetivamente ainda precisamos terminar. Manter as ações também é um ponto muito importante, para que esses avanços se perpetuem”, completou reforçando ainda que a população em geral precisa compreender mais o que é a segurança alimentar e nutricional.

Conforme documento do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Município deve congregar três setores da sociedade: representantes do poder público; representantes de entidades ou de instituições que já atuam em segurança alimentar (igrejas, sindicatos, cooperativas, ONGs, etc.); e representantes da sociedade civil organizada.

A professora doutora, Osvaldinete Silva, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), ministrou a palestra magna do evento, fazendo um panorama da segurança alimentar e nutricional.

A presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea/MS), Érica Coelho, realizou a abertura do evento, que também contou com a superintendente da Política de Direitos Humanos da Sedhast, Ana Lúcia Américo, na mesa de abertura.

Texto e fotos: Leomar Alves Rosa - Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)

Publicado por: Leomar Alves Rosa

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.