Segurança alimentar em MS terá R$ 955 mil para pesquisa com indígenas e atualização de plano

Categoria: Segurança Alimentar | Publicado: terça-feira, março 28, 2017 as 08:12 | Voltar

Campo Grande (MS) – Após projeto aprovado pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), Mato Grosso do Sul receberá R$ 955 mil para atualização do Plano Estadual de Segurança Alimentar, pesquisa junto à etnia Guarani-Kaiowá, sensibilização do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional de MS nos 79 municípios e aquisição de veículo para o Conselho Estadual de Segurança Alimentar (Consea/MS). O recurso, disponibilizado via Caisan/MS, contará com prazo de 24 meses para execução.

Para a presidente da Caisan/MS e superintendente de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Ana Lúcia Américo (foto acima), o recurso vem em boa hora e fortalecerá o sistema em MS. “Entre outros objetivos, iremos fortalecer, junto aos 79 municípios do estado, a adesão municipal do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional. Sem dúvida será de grande importância que todas as cidades do estado implantem o Sisan local, dando assim mais condições e possibilidade de fomento da boa alimentação em cada região”, disse.

Atualmente a Caisan/MS é composta por membros da Sedhast, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria de Estado de Governo, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Estrutura mostra interação entre órgãos

SISAN - Com o objetivo de combater a fome e a miséria no país, o Governo Federal assumiu, desde 2003, compromissos para trilhar a construção da agenda da segurança alimentar e nutricional enquanto uma política de Estado, num amplo processo intersetorial e com participação da sociedade civil, definindo os marcos legais e institucionais dessa agenda – como a criação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN); a recriação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA); a instalação da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN); e a elaboração do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.

O SISAN, instituído em 2006, tem a finalidade de assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA). As suas instâncias interagem e funcionam plenamente na esfera Nacional (CAISAN, CONSEA e Conferências de Segurança Alimentar e Nutricional).

Texto: Leomar Alves Rosa. Assessoria Sedhast | Foto: reprodução

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.